Projeto Arte e Ginga dá primeiros passos em 2017

A edição de 2017 do Arte e Ginga, projeto apoiado pela Terra Incentivos Fiscais, deu os primeiros passos no último final de semana. Um workshop gratuito com o Mestre Suassuna teve presença dos participantes do programa, que ganharam uniformes para poderem continuar recebendo aulas de capoeira e cultura afro-brasileira.

Durante o evento as crianças e adolescentes puderam participar vivenciar novas experiências, trocar experiências com os capoeiristas presentes e assistir apresentações culturais como puxada de rede, movimentações saltos e acrobacias, maculelê, além da tradicional roda de capoeira.

Crianças e adolescentes do Arte e Ginga também participaram do “Capoeirão”, realizado anualmente pelo Grupo Cordão de Ouro–Ribeirão Preto, com o objetivo de manter acesa a busca pelo conhecimento da arte da capoeira e a integração entre os capoeiristas de diversos grupos.

“Nesta oportunidade contamos com a participação de dois núcleos do projeto Arte e Ginga: Alvorada e Casinha Azul. Em breve teremos outros eventos com a participação dos demais núcleos, AESCON Ribeirão Preto e Jardinópolis”, comentou Felipe Dos Santos Bett, proponente e responsável técnico pelo projeto.

O Arte e Ginga 2ª edição visa a valorização da cultura afro-brasileira, a promoção do acesso à cultura e demonstra a capacidade que a capoeira possui de mobilizar e promover à integração sociocultural a valorização das raízes culturais e as tradições do povo brasileiro, proporcionando o reconhecimento da cultura nacional, beneficiando 320 pessoas ao longo dos 12 meses de projeto.

O Arte e Ginga é um projeto realizado por meio do Programa de Ação Cultural – ProAc, da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, e conta com os patrocínios das empresas Passalaqua, Itaobi Transportes, Supermercados Mialich, Santa Maria, Dauriti Distribuidora, Transmogiana Transportes, Passalaqua Colchões, Fundição Batatais, Centro Oeste, Lufix Parafusos e Acessorios, Nutrion, Churrascaria Coxilha dos Pampas, Okubo Mercantil, Power Tractor. O projeto também conta com o apoio da Terra Incentivos Fiscais, Alvorada Associação Amigos de Boa Vontade, Casinha Azul, Casa do Contabilista de Ribeirão Preto e Secretaria de Cultura de Jardinópolis, além do Grupo Cordão de Ouro.